Experiências vividas, experiências compartilhadas no blog. Conheçam a pedagoga Ana Flávia Gardim

Entre as amizades já estabelecidas e os novos contatos que a Casa tem feito, hoje apresentamos a Flávia Gardim, que mora em Valência com sua família e conta suas experiências no blog “Mudar é preciso”.

Ana Flavia Mudar e preciso

Ana Flávia Gardim – Foto arquivo pessoal.

Com a cidadania italiana, Flávia e família resolveram mudar para a Espanha, escolhendo Valência.

Todo o processo da mudança, papelada, sentimentos e desafios são contados no blog.

Sua família é o perfil mais comum que chega à Valência nos últimos anos: cidadania européia com empresa ativa no Brasil. Qual o motivo que os atraiu? A qualidade de vida foi o fator decisivo de mudar à Espanha.

Adaptação, dicas e conselhos da Flávia: mulher, mãe, esposa, pedagoga, fotógrafa e artesã

Quando comentei-lhe da nossa ideia de divulgar todas as atividades artísticas dos brasileiros residentes em Valência, a Flávia topou no mesmo momento. Nos enviou todas as informações através do e-mail e reproduzimos tal qual agora:

Me chamo Ana Flávia, sou brasileira, casada e tenho dois filhos. Adoro escrever e também me encantam os trabalhos manuais, a arte e estar entre a natureza. Tem uma coisa que amo: mudar! É uma coisa inexplicável que levo comigo 🙂

Dentro do Brasil eu mudei várias vezes. Atualmente, moro em Valência, uma cidade linda que encanta a todos. Podemos sair à noite, meu filho maior vai sozinho para o colégio, a segurança aqui é fantástica. Sem falar das opções culturais, parques, museus…Adoro!

As pessoas que olham de fora acham que mudar é muito fácil, somente fazer as malas e “voilà”, cair no mundo!! Mas… não é bem assim. Existe a parte burocrática e você tem que ter documentação e estar sempre legalizado no país que vive. É muito importante porque ser estrangeiro não é fácil. Agora pense um estrangeiro ilegal?

Como morei com meus avós que são italianos, para mim foi bem mais fácil, porque consegui minha cidadania através deles.

Tenho um blog que surgiu depois de tantas perguntas que eu recebia por e-mail e por Messenger. Então resolvi criá-lo, assim respondo às perguntas e ajudo muitas pessoas com informações.

Ana Flavia blog mudar e preciso

A chegada com excesso de alegria na Espanha – foto reproduzida do blog.

Para orientar as mães recém chegadas em Valência, deixamos o acesso direto onde ela comenta sobre Colégios na Espanha parte 1 e Colégios na Espanha parte 2. Uma ótima oportunidade para tirar as dúvidas e chegar no portão da escola com menos dúvidas na volta às aulas.

Como ela mesma disse, adora a arte. Em suas mãos verdadeiras obras de arte e ternura são criadas. Flávia também é artesã, confecciona bonecas de pano cheias de encanto.

Ana Flavia Gardim bonecas

A arteira Flávia e suas lindas bonecas

Vocês também podem acompanhar o “Mudar é preciso”  através do Facebook e participar dos nossos encontros onde famílias como a dela participam e nos conhecemos em solos valencianos.

Quer comentar sobre o seu trabalho ou atividade artística em Valência? Escreva para casadobrasilvalencia@gmail.com e acompanhe tudo através do facebook  @casadobrasilvalencia

Aquele abraço!🇧🇷

Anúncios

A bossa traz as novas do carioca Sergio Pereira à Valência.

A primeira vez que conhecemos o Sergio Pereira foi através do contato que ele fez através do blog Casa do Brasil Valencia. Uma alegria imensa invadiu-me com aquela mensagem.
Primeiro, porque essa é a nossa intenção: ser a primeira referência cultural que alguém tenha ao desembarcar em Valência. Segundo, porque é o estilo de música que valorizamos unanimamente entre todxs que fazemos acontecer a Associação. Como diz uma querida amiga mexicana: “Gente del mismo código postal”, digamos.

O carioca do pé, violão e coração brasileiro pelo mundo

Reproduzimos e traduzimos sua trajetória de vida contada em primeira pessoa em seu site. Conheça agora:
sergio pereira_perfil

Foto reprodução do site do artista

Nascido no Rio de Janeiro, eu comecei a tocar violão com 8 anos de idade, influenciado pelo meu irmão mais velho que tocava e me ajudou com os primeiros acordes. Também fui influenciado pelos gigantes da Bossa Nova na época, como João Gilberto, Tom  Jobim, Carlos Lyra, João Donato, Marcus Valle e muitos mais. Crescer no Rio nos anos 60 e 70 contribuiu tremendamente com a energia, o ritmo e arranjos  refletidos na minha música hoje.
Mudar para Nova Iorque na década de 80 me motivou, não só a continuar tocando violão, mas para aumentar ainda mais meu conhecimento de música e do próprio violão, então comecei a estudar com um dos grandes do jazz, incluindo Chuck Wayne, Sal Salvador, Alex Adrian, Hui Cox e Joe Carter. Desde o início dos anos 90, viajo pelo mundo, tocando com bandas diferentes e em diversos locais em muitos países da Europa, África e outras partes.
Nos Estados Unidos alguns dos nomes com quem compartilhei música incluem Gil Goldsten, Cidinho Teixeira, Leco Reis, Luis Ebert, Claudia Villela, Adriano Santos, Helio Alves, Nilson Matta, Mauricio Zottarelli, Lonnie Plaxico, Duduka da Fonseca, Olivia Foschi, Alex Sipiagin, Greg Skaff e muitos outros. Também fui membro da banda de jazz das Nações Unidas por mais de 15 anos e atuei em vários locais em Nova York.
Enquanto vivia na Holanda de 2003 a 2011, toquei com alguns dos principais músicos locais, incluindo Ferial Karamat e Arno Kolenbrander, na qual eu fiz os arranjos e gravei algumas de suas músicas, além de participar de vários programas de rádio em Amsterdã. Juntamente com outros amigos / músicos, criei a banda jazz / brasileira / funk chamada “Malandros”.
Na Espanha, mostrei o meu novo trabalho “Swingando” com muito êxito nas atuações em locais como Sala Clamores (Madri) , Moe Jazz Club (Madri), Café Mercedez Jazz (Valência) e Jimy Glass Jazz (Valência).Em formato de sexteto, quinteto e às vezes trio, atualmente estou trabalhando com um dos maiores músicos da Europa como Viktorija Pilatovic, Veronica Ferreiro, Dayan Adab Garcia, Ariel Ramirez, Roque Martinez, Luis Guerra, Baptiste Bailly, Ivan Ruiz Machado, Alex Cesarini, Mariano Steimberg, Georvis Pico, Alexey Leon e Kiki Ferrer.
E a lista continuará crescendo!
Estudar com o guitarrista brasileiro Marcus Teixeira ampliou ainda mais minha compreensão de harmonia, improvisação e habilidades necessárias para ser melhor compositor, arranjador e guitarrista.
A música e o jazz brasileiros têm sido minha paixão ao longo da minha vida, e agora sou capaz de expressá-los no meu primeiro álbum chamado ‘Swingando’. Gravado em Nova Iorque e São Paulo, o disco inclui alguns dos melhores músicos do mundo (por exemplo, Helio Alves, Marcus Teixeira, Nilson Matta, Mauricio Zottarelli, Duduka da Fonseca, Claudia Villela e Itaiguara Brandão). Swingando traz todas as emoções, energia e dinâmica de crescer no Rio e estar em contato com minha cultura ao longo da minha vida.
Espero que você goste da minha música – Sergio Pereira

Sergio Pereira atua na cidade de Valência e pode ir até você em toda a Espanha

Podemos acompanhar a agenda atualizada do músico aqui. Com certeza será uma oportunidade de unir a saudade do Brasil com aquela emoção de escutar nossa música brasileira, principalmente a bossa nova, que se transformou no movimento de maior influência da história da música popular brasileira.

Divulgamos uma das suas apresentações no Jimmy Glass Jazz, no bairro El Carmen, palco dos melhores músicos e local cativo dos amantes da boa música em solos valencianos.

E para deixar seu dia melhor, escute seu disco Swingando e inscreva-se no seu canal do Youtube.

Com “My girls” pego carona nesta tarde de domingo, curtindo os melhores sentimentos que somente nossa música brasileira pode despertar, esperando ansiosamente poder prestigiá-lo aqui em Valência.

Aquele abraço! 🇧🇷

Quem são e serão a Casa do Brasil Valência

Quando se fala a palavra Associação vem logo à cabeça um grupo, um conjunto de pessoas que uniram-se com um propósito em comum. O que temos em comum? Um grande amor, respeito e orgulho pela nossa origem, história e cultura.

Quem faz parte da Associação?

Eu, você e todos que querem juntar seu grãozinho de areia nesse objetivo de concentrar todas as informações e referências sobre nosso amado Brasil em solos valencianos.
É claro que a Associação tem um corpo diretivo porque foi necessário reunir um mínimo de três responsáveis legais para que fosse constitúida, mas quando falamos que é de todos, é porque foi todo um processo e várias mãos plantando essas sementes.

Conheça quem deu uma mão e colocou os seus dedos nessa massa

Iniciamos o projeto em fevereiro de 2016, quando em um dos nossos prazerosos cafés e bate-papo Gilca Flores e eu, Aline Navarro, nos juntamos para fazer os primeiros rabiscos de um projeto de centro de referência do Brasil na cidade de Valencia. Não tínhamos conhecimento de nenhuma Associação atuante e colocamos no papel o início desse desejo.

Quem somos

Paula, Aline, Luciana e Gilca. Alguns dos dedinhos de muitas mãos da Casa do Brasil.

A primeira iniciativa foi apresentá-lo ao cônsul honorário, Sr. Vicente Soriano, que nos recebeu super bem. Apoiou indicando contatos de outros brasileiros, associações, e gente que poderia somar e subir a esse barco com a gente.
No projeto inicial, conhecemos o mundo do PLH- Português como Língua de Herança, uma modalidade de ensino e prática da língua portuguesa e transmissão da nossa cultura, presente em diversas partes do mundo.

Nasce o Projeto Mininiños

Coincidências da vida ou não, o pontapé inicial foi dado com a nossa participação no Congresso de Multilínguismo, atuando no stand do Consulado do Brasil, a convite do Sr. cônsul Vicente Soriano.
Nesse evento, já contávamos com a Paula Carneiro, entusiasmada por colaborar e participar da nossa iniciativa. Éramos 3!

Apresentação do nosso coral improvisado com brasileiros residentes.

Nosso stand recebeu a visita de muitos brasileiros que foram para participar de uma das atividades do dia: o coral. Cantamos (e desafinamos) a música Aquarela do Toquinho e foi também uma maneira de incluir-nos na comemoração do Dia Internacional do Português como Língua de Herança, idealizado pela BEM (Brasil em Mente) de Nova Iorque, com quem fizemos nossos primeiros contatos.

Divulgamos o início do nosso projeto de PLH -Português como Língua de Herança- e conhecemos muitos brasileiros residentes.

 

Nathalie Torres Garcia, subdiretora geral de Política Lingüística e Gestão do Multilingüismo; Vicente Soriano Baños, cônsul honorário do Brasil em Valência, Paula Carneiro, coordenadora Mininiños, Rubén Trenzano Juan, Diretor Geral de Política Linguística; Aline Navarro coordenadora do Mininiños.

Através da música, recebemos nossa 4ª apoiadora e componente desse projeto: Luciana Monte. A conhecemos nesse dia e já se entregou de corpo, mãos auxiliadoras e ativas à essa iniciativa.

Aline, Gilca, Paula e Luciana… e muitos nomes mais, como a Ana Sueli Sousa e o Adriano dos Santos que também fazem parte da formação atual.

Nomes, corações e mãos que seguirão escrevendo a história da Casa Do Brasil Valencia.

Estamos abertos para receber a todos os brasileiros que vivem em Valencia e que já estejam realizando alguma atividade artística ou educativa. Quer participar?

Escreva para casadobrasilvalencia@gmail.com e vamos nos conhecer!
Aquele abraço!

Oportunidades de trabalhos com ocupações de difícil cobertura

Muitos brasileiros já escutaram falar sobre a oportunidade de encontrar trabalho na Espanha através das chamadas “ocupaciones de difícil cobertura” onde a falta de mão de obra específica ou qualificada, facilita a contratação daqueles que estão tentando buscar trabalho estando ainda no Brasil.

O que são os trabalhos de difícil cobertura?

O orgão SEPE- Servicio Público de Empleo Estatal é o responsável por definir quais são essas vagas de acordo com a dificuldade de encontrar perfis quando os empregadores apresentam quando querem uma determinada ocupação profissional. Ou seja, aquelas que há poucos ou nenhum candidato, baseando-se nas informações dos candidatos desempregados que estão inscritos no Servicio de Empleo que a cada três meses faz uma pesquisa para o último período analisado.

Como funciona a divulgação?

Através de um catálogo podemos saber se há oportunidade de fazer contato com empresas relacionadas com a necessidade estando ainda no Brasil.
O catálogo é elaborado por comunidades autônomas, considerando que a Espanha está organizada administrativamente em 17 comunidades autônomas e duas cidades autônomas.

No geral, os empregos difíceis de encontrar candidatos são os de deportista profesional (atleta profissional) entrenador deportivo (técnico esportivo) e frigorista naval (técnico de instalação, reparação e montagem de circuitos frigoríficos e elétricos). No catálogo podem encontrar todas além dessas que são as mais demandadas em todo o país.

william-stitt-224301

Como proceder?

Se você está no Brasil e encontra algo relacionado com sua qualificação no catálogo, o mais indicado é buscar na internet as empresas que dispõem dessas vagas. Dito catálogo nada mais é que uma orientação para que você possa facilitar seu processo de buscar a distância, considerando que dentro dessa possibilidade, a empresa pode aceitar sua candidatura e oferecer um contrato de trabalho, permitindo a vinda do trabalhador estrangeiro com toda a cobertura e direitos para viver legalmente no país. Legal é ser legal!
Fica a dica!

Clique aqui para saber mais sobre Trabalhar na Espanha no blog Partiu Espanha da brasileira Taiana Amaral Jiménez!

E para dúvidas em geral, escreva para casadobrasilvalencia@gmail.com colocando no assunto DICAS DA PAULINHA que é nossa anjona em solos valencianos, sempre disposta a ajudar.

Aquele Abraço!

Se você sente saudades do Brasil…

Era uma vez uma saudade… Esse substantivo feminino e sentimento de descrição típica do idioma português que não se traduz. É vivido, sentido e explicado.
Para os que estamos longe, acaba sendo um típico sentimento brasileiro: Colorido, carinhoso e caloroso.
Já dizia um anônimo: “Saudade mais que ausência é a vontade da presença”
Se você sente saudades do Brasil, esse projeto é para você, porque está baseado nessa mútua saudade. É uma iniciativa para unir aqui em Valência àqueles que valorizam e reconhecem o valor da nossa cultura. Seja ela manifestada através da literatura, música, arte, etc.
É um projeto que através de encontros entre pais, crianças, colaboradores e voluntários brasileiros, se realizarão atividades lúdicas destinadas à prática e conservação da língua portuguesa e cultura brasileira, incentivando a conservação da nossa cultura com total apoio às crianças bilíngües que muitas vezes não possuem outro ambiente favorecedor da prática do idioma português, além do próprio lar e ambiente familiar.

se voce sente saudades do brasil.jpg
Falar com os familiares, surpreendendo e alegrando os avós ou escutar seu filho cantando um clássico da Música Popular Brasileira, é um dos exemplos que com certeza se resume em desejo presente e futuro com nossos filhos bilíngües.
Convidamos a todos brasileiros residentes em Valência para esse complexo e desafiante desafio de criar, cultivar e, sobretudo, manter sempre atualizada no ambiente familiar uma vivência bilíngüe e multicultural.
A semente foi lançada! Que venham os frutos!
Sejam Bem-vindos!

A Coordenação Mininiños Valência.

Um café como pretexto. Conheça o encontro Café com Mulheres!

Uma vez ao mês, em lugares diferentes, escolhidos por uma anfitriã que é sorteada a cada encontro. Assim funciona o divertido “Café com Mulheres”.

Nos encontros, a típica diversidade brasileira. Começando pelos estados de cada participante… sempre uma mistura linda e alegre, bastante representativa do nosso país.

Café com Mulheres acontece mensalmente. Vai perder?

Encontros com brasileiras recém chegadas ou residentes antigas

Quem são as brasileiras que participam?

Os perfis das participantes variam entre a brasileira que já chegou na Espanha há muitos anos (até 20!), a que acabou de chegar e acude cheia de dúvidas e com vontade de fazer novas amizades, e as que estão estudando por período determinado, no caso, mestrandas e doutorandas.

Sabe o melhor disso tudo?

A língua é a mesma! Em todos os sentidos…

Cafe com mulheres brasileiras

Encontro de bem-vinda ao verão Junho/2018. Foto: Murilo Soares

O que não falta é vontade de rir com o humor da terra da gente, de comer alguma iguaria brasileira (muitos encontros são realizados em locais brasileiros) e de ter a sorte de entre tantos estilos diferentes; encontrar aquela amiga brasileira para você poder chamar de sua!

A intenção do encontro é so vibe positiva! Ajudar no que precisar… ler poesia, cantar, combinar outro e outro café… Ah, também pode ser cervejinha, vinho… o café na verdade acaba sendo só a desculpa para poder encontrar no próximo mês outra vez! Ou, por primeira vez!

café com mulheres casa do brasil valencia

Café com Mulheres – Outubro 2017 Foto: Aline Navarro

Objetivo do Café com Mulheres

Dentro dos projetos socioculturais da Associação Casa do Brasil Valência, esse evento tem a intenção de fortalecer os laços fraternos e apoiar-nos umas às outras, na difícil, porém deliciosa, vida além-mar.

Já conheceu aquela amiga brasileira? Se a resposta é não, tenha certeza que esse é o evento que proporcionará esse encontro.

cafe com mulheres casa do brasil valencia

Sem contar que nele muitas tiveram a oportunidade de divulgar seu trabalho, negócio, no melhor formato networking, com a ajuda da Casa do Brasil Valência que recebe diariamente diversos contatos por diferentes vias: e-mail, whatsapp e redes sociais.

Encontro de janeiro de 2018

E aí, gostou?

Será um prazer contar contigo no próximo evento!

Fique sabendo de todos os eventos na fan page da Casa do Brasil Valencia. Clique aqui, curta e te esperamos no próximo Café com Mulheres ☕️